leituras do anjo

em 2006 :

Paixões de  Rosa monteiro: amores e desamores que mudaram a historia – “alguém já disse que podemos mudar de paixões, mas nunca viver sem elas”. A  autora relata com realismo diversos  casos de amor da  historia, desde os duques de Windsor até John Lennon, passando por Oscar Wilde – ótimo texto, observa-se situações inusitadas e inéditas das personagens com uma picada de humor.

Paisagens da Memória de Ruth Klüger – autobiografia de uma sobrevivente do holocausto. Texto pobre, típico para colecionadores de tragédias, não acrescenta nada dos outros autores que relataram a época.

A Tenda Vermelha    de Anita  Diamant – Relata a vida de mulheres da bíblia, Raquel, Lia, Zipah e Bilah as quatro esposas de Jacó, Interessante a ótica feminina da autora num período onde  somente os homens eram foco de observação. Meio  ficção e realidade ela chega em um contexto interessante.

Eu, Siddharta, O Buda de José Frèches, francês obsecado pelo personagem, relata a vida de Buda desde a infância até a idade adulta, tenta passar uma imagem do personagem de carne e osso, sem a auréola do santo.

A Casa da Mãe Joana de Reinaldo Pimenta – Curiosidades nas origens das palavras, frases e marcas da lingua portuguesa, interesante a pesquisa do autor da origem das frases que empregamos no dia-a-dia – muito bom.

O Jardineiro Fiel de John Le Carré, Romance com historia que se passa na África e o envolvimento de experiências cientificas e a máfia das industrias farmacêuticas no terceiro mundo – marca a estréia de Fernando Meirelles em Hollywood.

A Eterna Privação do Zagueiro Absoluto de Luis Fernando Veríssimo, crônicas de futebol, cinema e literatura, textos bem humorados e inteligentes  sobre os temas, porém não gosto de futebol o resto achei muito interessante.

A Cidade das Feras de Isabel Allende, apesar do cenário, a floresta amazônica, índios e curandeiros, acho que a autora já fez coisa melhor.

Código Da Vince e Anjos e Demônios de Dan Brown, Best seller, mistura de romance  policial  com filosofia, obrigatório para observar a visão ficcionista do autor  sobre a historia de Jesus e Maria Madalena.   

 Maria Madalena e o Santo Graal: a Mulher do Vaso de Alabastro de Margaret Starbird na onda do código Da Vince, me interessei em historias sobre o tema.

A Dieta do Seu Tipo Sanguíneo de Peter J. D’Adano, interessante mais impraticável.

O Poder da Cabala do Rabi Yehuda Berg, um modo de interpretar a cabala com sabedoria sem ser enfadonha e pesada.

 

Vigiar de Punir de Michel Foucult, clássico do autor sobre a evolução histórica da legislação penal, sem comentários. Quem sou eu para não dizer que é ótimo.

 

2007

 Memórias de Putas Tristes de Gabriel Garcia Marques, Historia de amor entre um ancião e uma ninfeta, me lembrou Lolita, Morte em Veneza, leitura gostosa e descompromissada, típica do autor.

A Dama e  o Unicórnio de Tracy Chevalier, inspirada na arte das tapeçarias da idade média a autora propõe uma ficção sensual e casual. Própria para quem não que pensar em nada apenas matar o tempo.

 

Madame Shakespeare de Robert Nye, o autor relata intimidades da esposa do escritor com muito bom humor e sensualidade. Imperdível, adorei.

 

Quando Nietzsche Chorou e Mentiras no Divã  de Irvin D. Yalom, o primeiro, achei interessante a historia do nascimento da psicanálise envolvendo a figura do filósofo na ficção do autor, mas cansativo. O segundo achei ótimo, uma trama muito legal do mundo da psicanálise e os  desvios dos psiquiatras.

 

O caçador de Pipas e Cidade do Sol de Khaled Hossseini, para quem gosta de chorar é ótimo.

 

Neve de Orhan Pamuk – romance muito bom, o cenário é uma cidade pequena da Turquia onde um poeta fica aprisionado pela neve. A historia é envolvente, o texto é excelente, a trama se dá entre personagens  muçulmanos e outros com tendências ocidentais. Muito Bom.

 

O Catador de Conchas de Rosamunde Pilcher, romance delicioso com historia agradável, ótimo para dias de chuva.

 

O Amante da Virgem de Philippa Gregory, historia da Rainha Virgem da Inglaterra, filha de Henrique VIII e Ana Bolena que aos 25 anos se torna  rainha, seus romances e amores no meio de intrigas e preconceito da época. Ótimo para que curte historia de rainhas.

 

 A Sacerdotisa de Avalon de Zimmer Bradley, Continuação do mito de Morgana iniciado com as Brumas de Avalon – A autora não foi feliz com esse romance depois do sucesso com as Brumas.

 

 Labirinto de Kate Mosse, continuando o tema do Código Da Vince o romance traz três segredos de duas mulheres e o graal. Leitura fácil e rápida, ótima para dias de saco cheio.

 

Memórias de Adriano de Marguerite Yourcenar, releitura deste clássico maravilhoso é sempre bom, para levantar o astral de qualquer um, depois de ler baboseiras.

O Retrato de Dorian Gray de Oscar Wilde, um dos livros mais lindo que já li, maravilhoso e imperdível.

 

2008

 

Maria Antonieta de Evelyne Lever, biografia da última rainha da França, a autora compromete com o relato romântico da vida da imperatriz francesa e a revolução francesa. A tragédia se torna fato contundente para revolução, a historia vem recheada de relações de amor e ódio da rainha com o povo francês, amantes e intrigas da corte da época.

 

A Menina que Roubava Livros de Zusak Markus, ficção misturada com lembranças dos pais do autor que viveram na Alemanha na época da 2º guerra mundial e conviveram com o nazismo. Texto excelente, com toques de poesia. Adorei o livro, esse vai virar filme.

1808 de Laurentino Ramos, a fuga da familia real portuguesa para o Brasil, obra fundamentada em muita pesquisa, de leitura facil com toques de humor.

Castelo de vidro de Jeannette Walls, autobiografia conta sobre a familia sua neurotica americana, uma mãe horrivel e um pai lunático.

 

A sombra do Vento de , Carlos Ruiz Zafóné, uma narrativa de ritmo eletrizante, ambientada na Barcelona franquista da primeira metade do século XX, entre os últimos raios de luz do modernismo e as trevas do pós-guerra, refere-se ao poder místico dos livros.

A cidade do Sol – de  Khaled Hosseini, no afeganistão relata a historia do sofrimento das mulheres nos diversos regimes por que passou o pais, comunismo e o terror do islã.

Amor em tempos de Colera – de Gabriel Garcia Maques, ótimo romance conta a historia de um médico velho  em uma pequena cidade da America Latina, suas experiencias com os pacientes  e sua vida conjugal, imperdivel.  

O retrato de Dorian Gray  de Oscar Wilde, uma obra prima que li pela 2º vez. Com suas atitudes iconoclastas e anti-convencionais escandalizou o mundo literário de sua época. Escrito em  1890, traduz as principais preocupações estéticas do autor. No prefácio, ele diz: “Não existe livro moral nem imoral. Os livros são bem ou mal escritos. Eis tudo”.

Anúncios

3 Respostas to “leituras do anjo”

  1. Alô, Alan. Você está (ainda) em Mte.Sto. de Minas? E você (ainda) lê? Livros, digo.

  2. Luigi Augusto de Oliveira Says:

    Estou em S.S.Paraíso há 2 anos, e tenho um livro, um romance metido a híbrido de ensaio, encalhado (desta vez consegui a façanha de encalhá-lo antes mesmo do lançamento, de certa forma; com os livros anteriores, meus dois livros de juventude, só encalharam depois…). Não consegui distribuidor; só um “alternativo” que tem a prática de vender livros a 9,90 em supermercados, mas aí não dá, não com um calhamaço de quase 600p e gravura de Goeldi na capa… Assim, tenho preferido doá-lo a bibliotecas que minimamente façam algum esforço para ter leitores, e a bons leitores, coisa bem mais rara que autores no Brasil. Talvez eu dê um pulo em Mte.Sto. no próximo final de semana e, se estiver por lá, posso deixar um exemplar contigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: